terça-feira, 7 de agosto de 2012

Com a palavra: Claudia Barral

Gente querida,

Hoje (07/08/2012) ao abrir o nosso email, nos deparamos com um email muito bonito da autora do Cordel do Amor sem Fim, Claudia Barral falando um pouco sobre a boa e bela repercussão das montagens do Cordel.
Sim... Existem outros Cordéis! Ela estima uma média de dez montagens oficiais espalhadas por esse Brasil lindo de meu Deus.
Como coisa boa é pra ser dividida, principalmente com os amigos queridos... Vamos reproduzir o email que ela nos enviou.

Amigos, 


O "Cordel do Amor sem Fim" está em cartaz no Rio de Janeiro até setembro. Eu estou especialmente feliz com essa montagem porque essa é a décima vez que esse texto é encenado profissionalmente no Brasil. Entre leituras e encenações amadoras e profissionais, “O Cordel do amor sem Fim” já percorreu todos os estados brasileiros (e uma parte de Portugal, em um ônibus teatral que cometeu a façanha de atravessar o oceano).
Claudinha Barral
Graças ao perfil de trabalho da maioria dos grupos que o montaram, Cordel acabou por se tornar um texto apresentado em meios inusitados, como ônibus e barcos, em regiões de difícil acesso para a arte teatral, como a Amazônia e as regiões ribeirinhas do Vale do São Francisco. Também tornou-se teleteatro através da  TV Anísio Teixeira (Bahia), sendo veiculado em salas de aula da rede de ensino estadual.  O valor disso pra mim é imensurável. Vejo a Carinhanha que eu trazia no peito sendo compartilhada e alcançando pessoas para as quais o teatro ainda é poderoso, ainda pode fazer algum sentido, não compete com o cinema, ou a televisão, porque é mágica e força que se realiza diante dos nossos olhos.
Há alguns anos, o primeiro monólogo do cantador faz parte do vestibular da Escola de teatro da Ufba e é defendido por candidatos que o escolhem no teste de aptidão. Novamente o texto cruza o caminho de quem ainda tem o brilho nos olhos, quem ainda não vê o teatro como produto, mas como uma arma, já que foi assim que ele nasceu. 
Viva o teatro das ruas, da beira do rio, do ônibus, da estação de metrô. Viva o teatro que vai até as pessoas. Viva o ator que, inserido no coro, deu o primeiro passo, acreditou que tinha voz. 

Um beijo em todos.

Claudinha. 


ah, quem quiser mais informações sobre Claudia Barral e seus trabalhos é só curtir o site dela (nele é possível fazer download do texto do Cordel) e o blog que ela criou especialmente para divulgar as andanças das montagens do Cordel do Amor sem Fim.




Fofíssima, né?! 


Cordel na Mídia

A passagem do Cordel pela Bahia foi repercutida em alguns sites e blogs.

A seguir:

O Mágico Cordel do Amor sem Fim pelo site Circuito PA.

Cordel no Paulo Afonso Agora pelo site Ozildo Alves.

Bahia recebe o Cordel pelo site Agenda Cultural do Recife

Cordel em Paulo Afonso pelo blog Cultura Território Itaparica



Valeu gente pela divulgação!!!

AGRADECIMENTOS

Nosso projeto de circulação do CORDEL DO AMOR SEM FIM só foi possível ser concretizado graças ao patrocínio e apoio cultural destas entidades:


PATROCÍNIO: Prêmio Myriam Muniz de Teatro 2011








APOIO CULTURAL NO ESTADO DE ALAGOAS

PREFEITURA DE PENEDO



 PREFEITURA DE PIRANHAS E INSTITUTO FEDERAL ALAGOAS - Campus Piranhas




APOIO CULTURAL NO ESTADO DE SERGIPE

PREFEITURA DE PROPRIÁ



PREFEITURA DE CANINDÉ DE SÃO FRANCISCO



APOIO CULTURAL NO ESTADO DE PERNAMBUCO

PREFEITURA DE CABROBÓ


PREFEITURA DE BELÉM DE SÃO FRANCISCO



APOIO CULTURAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS

PREFEITURA DE JANUÁRIA E SESC MINAS




CRAS - SÃO ROQUE DE MINAS


APOIO CULTURAL NO ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA DE IBOTIRAMA



PREFEITURA DE PAULO AFONSO E SESC





E na Bahia...


Depois de passar pelos estados de Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Minas Gerais o projeto aprovado pelo PRÊMIO MYRIAM MUNIZ DE TEATRO:
  “E Tereza vai virando uma pedra as margens do Rio São Francisco...” encerrou  a circulação do Cordel do Amor sem Fim no Estado da Bahia, nas cidades de Ibotirama e Paulo Afonso.

Igrejinha em Ibotirama (BA) por Samuel Santos

Belezas de Paulo Afonso por Thomás Aquino

Ibotirama nos recebeu de braços abertos e fomos muito bem acolhidos pelo querido Reginaldo Belo, coordenador de cultura do Município que nos assessorou durante nossa estadia na cidade. 
Em Ibotirama, realizamos a oficina de improvisação e interpretação teatral no dia 22/07 e a apresentação do Cordel no Colégio CETEP Velho Chico no dia 23/07.

Naná, Samuca e Agri em Ibotirama (BA) 
Momentos da oficina em Ibotirama
Debate sobre o espetáculo em Ibotirama
Foto com a plateia - destaque da foto: Reginaldo Belo (de vermelho).

Partimos de Ibotirama rumo a Paulo Afonso, 17 horas de viagem, cansativo? (sim!) felizes (muito!). E pra desfazer cansaço nada melhor que admirar as belezas de Paulo Afonso e sermos surpreendidos com a noticia que faríamos a apresentação num antigo hangar... Na hora pensamos (MEU DEUUUUS é muito grande!!!) e ver aquele espaço repleto de pessoas, lotado... Foi muito emocionante. A apresentação foi linda, o debate foi enriquecedor e o sentimento de dever (muito bem) cumprido é notável em todos do grupo. 
Realizamos a oficina e a apresentação no Centro Cultural Lindinalva Cabral nos dias 25/07 e 26/07. 

Oficina em Paulo Afonso (BA) 

Centro Cultural Lindinalva Cabral  - Plateia do Cordel do Amor sem Fim


O Poste Soluções Luminosasaproveita para agradecer ao Prêmio Myriam Muniz de Teatro 2011 pela possibilidade de executar este grande desejo do grupo, a todas as parcerias firmadas nas dez cidades por onde o nosso querido espetáculo percorreu, ao público que se fez presente tanto nas oficinas formativas quanto nas apresentações e a todos os amigos que contribuíram com a nossa divulgação e incentivando o nosso trabalho.

Até a próxima circulação!